Como transformar o seu negócio em um E-commerce?

Uma boa saída para a crise em 2020 é transformar o seu negócio em um E-commerce. Confira nossa dicas para tirar essa ideias do papel.

Embora o termo E-commerce já seja familiar a maioria dos brasileiros a crise da pandemia do Covid-19, o tornou ainda mais significativo em 2020. Sendo que, mesmo nesse cenário de desemprego, inflação e inadimplência acelerados pela pandemia, o comércio eletrônico não parou de crescer, inclusive tem se mostrado uma ótima opção para diversas empresas durante o isolamento social. 

Inclusive sendo a solução encontrada para sobreviver a esse período complicado da economia do país, migrando seus empreendimentos físicos para o mercado online. 

Embora essa seja uma saída sábia, existem alguns percalços nesta transição, visto que cerca de 70% do comércio brasileiro ainda está fora da internet. O que nos demonstra insegurança por parte dos empresários e empreendedores em fazer essa transição. Da mesma forma, a insegurança também está presente nos consumidores, que não possuem o hábito de comprar online, ou tem medo de sofrer golpes onlines.

E-commerce

Por isso, ao decidir transformar seu negócio em um E-commerce, é fundamental seguir algumas regras fundamentais para a saúde da sua empresa. Confira:

1 – Aprenda sobre Vendas Online

Um dos grandes desafios para se fazer a transição de um negócio físico para um negócio online é compreender, justamente, a amplitude desse mercado. Para isso, é fundamental conhecer os nichos, onde seu negócio se encaixa, seus concorrentes e a forma com que eles trabalham online.

Além disso, é vital compreender por exemplo:

  • Como funcionam os mecanismos de buscas;
  • De que forma divulgar seu site e seu negócio; 
  • Como identificar o público-alvo certo; 
  • Ações para atrair pessoas para seu site; 
  • Como converter essas pessoas em clientes. 

Além disso, é crucial que você conheça e aprenda a utilizar ferramentas e facilidades que o meio digital oferece, como as formas de pagamento online, de análises de métricas, entre outras que são importante para o seu negócio.

2 – Conheça o comportamento de seus clientes

Para que você não perca o potencial de compra dos clientes de seu negócio físico, é importante saber se eles estão prontos para comprar online. Afinal, como já falamos muitas pessoas ainda têm receios e preconceitos sobre comprar pela internet. 

Então, realize uma pesquisa de mercado com seus clientes para saber o que eles acham dessa transição e aproveite a ocasião para apresentar a eles os benefícios de comprar em seu E-commerce.

Além disso, mapeie os clientes potenciais que você quer atingir online. Novos caminhos e nichos que podem se abrir para o seu negócio. Entenda quais são os seus hábitos online, onde buscam informações, referência e afins. Quais os melhores horários para as vendas a esse público entre outros.

3 – Tenha um Site Profissional

Embora um pouco óbvio, para se vender pela internet é necessário ter um site profissional. Existem diversas opções de plataformas de sites gratuitos, nas quais o próprio internauta pode criar seu site. 

Contudo, para um e-commerce, esta opção não é indicada: ao optar por começar seu negócio com um site profissional você garante maior segurança a seus dados e aos dados de seus clientes, uma vez que estas plataformas de sites gratuitos possuem sistemas de segurança menos robustos, acerca dos quais muitos hackers se especializam para invasão e roubo de dados. 

Além disso, ter um site profissional permite uma série de funcionalidades que não são possíveis em sites gratuitos, que servirão para otimizar seu e-commerce.

Para quem está iniciando e utilizando as vendas online como uma estratégia para enfrentar a crise. As redes sociais podem ser um bom caminho inicialmente. Mas a longo prazo, existem muitas barreiras para o sucesso do seu negócio. Sem contar que você depende de um fator externo para gerenciar seu E-commerce.

4 – Invista em Marketing Digital 

Uma das maiores vantagens, talvez a maior de todas, de se vender pela internet é a inexistência de fronteiras geográficas para a venda de produtos.  Desta forma, para fazer uso dessa vantagem e alcançar um bom potencial de venda online, é crucial fazer com que as pessoas conheçam e confiem em sua marca. 

Para isso investir em Marketing digital é fundamental, visto que essa é uma área extremamente ampla, que compreende diversas técnicas, práticas e ferramentas para impulsionamento online.

# Conteúdo é a alma do negócio

Estar na internet, inclui produzir conteúdo de qualidade que responda às dúvidas e atenda a necessidade de seus clientes. Seja nas páginas de produtos, em um blog, em vídeos ou redes sociais, você precisa compartilhar informações que ajudem o consumidor.

Além disso, conteúdos relevantes ajudam a criar autoridade da sua marca e gerar interação com seus clientes. Quando mais próximo do seu público você estiver, mais chances de sucesso seu negócio terá online.

5 – Conte com ajuda especializada

Como podemos ver, ter um E-commerce pode não ser tão simples como parece à primeira vista. Assim buscar ajuda especializada para construir seu site, organizar seus layouts e principalmente produzir e disseminar seus conteúdos pode ser a chave para o sucesso.

Um site gratuito e paliativo por exemplo, pode apresentar muitos problemas de navegação, lentidão e falta de responsividade e em consequência afastar seus clientes. Então, profissionais capacitados sempre são um bom investimento.

6 – Tenha um boa estrutura logística

A questão logística é uma das peculiaridades da internet, e você precisa saber exatamente como funcionam e quais são os aspectos legais e seus deveres e direitos enquanto dono de um e-commerce.

Seu site precisa ter um dispositivo simulador de fretes, e você precisa ter definida uma estrutura de entrega de produtos, seja com transportadores particulares ou pelos Correios. O importante é que seu site permita que o possível cliente calcule o valor do frete e receba seus produtos sem atrasos ou defeitos. 

Precisa ficar atento também a questão das devoluções e trocas. Grande parte dos consumidores online efetuam compras apenas por ter a possibilidade de devolver o produto caso queiram ou precisem, o que se trata de uma espécie de respaldo para o cliente, que não pode ver pessoalmente ou tocar o produto antes de comprá-lo. 

Então, será que o seu negócio está pronto para se tornar um E-commerce? Caso precise de apoio especializado pode contar com a equipe da Linkwell.

Imagens: Computador.

Sandro Herek

  • Executivo e Empreendedor com quase 30 anos de experiencia em Soluções para Internet, Marketing Online e Offline.
  • Fundador da LinkWell em 1992
  • Fundador do primeiro guia de Buscas do Brasil – GuiaWEB em 1995
  • Fundador da Media Virtual, empresa dedicada a comercializar anuncios na internet em 1997
  • Fundador da primeira Franquia de Soluções para Internet em 2006.
  • Fundador da Virtualnet, empresa americana especializada em marketing em 2015
  • Co-Fundador da Doctorscopic, empresa americana especializada na indústria médica em 2016
  • Fundador da BPO LIST, empresa de gestão de Business Process Outsourcing em 2017