Conheça o que é Design Thinking e por que seu uso é essencial

Se você quer entender o que é Design Thinking e como ele pode ajudar a alavancar o seu negócio, acompanhe o que preparamos a seguir!

O Desing Thinking é uma abordagem que visa mapear a experiência cultural, a visão de mundo e todos os processo inseridos na vida do usuário, com intuito de oferecer as melhores alternativas na solução de problemas.

O mundo dos negócios conheceu novos desafios com a chegada da era digital. A concorrência tornou-se ainda mais acirrada e o avanço tecnológico lança novidades de maneira exponencial. Para apoiar o crescimento sustentável das empresas e seus processos de inovação, profissionais recorrem a abordagens consolidadas em diversas áreas do conhecimento. O Design Thinking é uma delas.

Se você quer entender o que é Design Thinking e como ele pode ajudar a alavancar o seu negócio, acompanhe o que preparamos a seguir!

O que é Design Thinking?

Para Tim Brown, um dos maiores porta-vozes da IDEO (empresa de consultoria em inovação e design de produtos), o Design Thinking é uma abordagem antropocêntrica. Que tem como objetivo propor soluções que beneficiem o consumidor final. Para isso, ele adota a perspectiva desse público e se alia a métodos colaborativos de trabalho para alcançar um processo multidisciplinar, empático e criativo.

Dizemos que é uma abordagem e não uma metodologia, visto que não existe uma formula mágica que possa oferecer os melhores resultados neste caso. O Design Thinking utiliza diversos recursos para se colocar no lugar dos clientes e sentir as suas dores.

Quaisquer sejam as ferramentas, o importante é que eles ouçam profissionais de diversas áreas do conhecimento para chegar a um resultado inovador e que seja compensador para a sua estratégia.

Duas mulheres empresárias conversando.
O Desing Thinking é uma abordagem que busca gerar empatia

Quais são as etapas do Design Thinking?

Agora que você já sabe o que é chegou a hora de conhecer quais são as etapas que compoe essa abordagem inovadora. Sendo assim, podemos dizer que a Design Thinking se estrutura em fases que, nem sempre, se apresentam de forma linear.

Quer conhecer? Então confira!

1 – Entendimento

O Design Thinking pressupõe que os profissionais mergulhem no universo do cliente. Neste caso, ele não é pensado como persona, mas como sujeito. Portanto, eles dedicam um grande período para compreensão do problema a ser resolvido, procurando entendê-lo de maneira empática e multidisciplinar. Nesse momento, o que importa é expandir perspectivas e buscar opções para a satisfação pela desta pessoa.

2 – Observação

Para se colocar no lugar do cliente, é preciso ir a campo, pesquisar bastante e entrevistar pessoas. Essa é uma das etapas que mais exigem que os profissionais saiam de suas zonas de conforto, pois é necessário ter empatia, e realmente buscar compreender o ponto de vista do outro. Também é um período de divergências e expansão de pensamentos.

3 – Ponto de vista

Após coletar dados e estudar bastante o problema, os profissionais procuram convergir pensamentos. Sabemos que não é fácil encontrar concordância entre pontos de vistas tão diferentes. Mas ai está o grande desafio, já que para o sucesso da abordagem é necessário fazer com que dados e observações caminhem para o consenso.

4 – Ideação

Na etapa de ideação, o grupo de profissionais começa a se direcionar para as soluções. Toda a pesquisa e os critérios levantados a partir dela ajudam na elaboração de diversas alternativas que, posteriormente, serão avaliadas em grupo para seguir para a prototipagem.

5 – Prototipagem

A criação de protótipos é essencial dentro da abordagem Design Thinking. Esses modelos de baixo custo permitem a realização de testes, a medição de percepções e a redução de prejuízos com produtos e serviços que pouco fazem pelo cliente.

6 – Testes

Os protótipos são testados em laboratório e junto aos clientes. Essa é a hora de falhar! Caso os testes apontem para dados completamente novos, é hora de revisar a solução e estudar alternativas. Os testes existem justamente para que sejam realizadas possíveis alterações, para que a processo chegue até as pessoas em sua melhor versão.

7 – Iteração

Em conclusão, essa etapa marca a escuta dos depoimentos dos clientes sobre os protótipos e testes realizados. Sendo assim essa iteração permite que as soluções sejam refinadas e colocadas sob a perspectiva de quem está mais próximos aos problemas a serem solucionados. Em outras palavras, é a etapa para ouvir o que os sujeitos tem a dizer do que foi programado.

A interação permite que asas soluções sejam refinadas e colocadas sob a perspectiva de quem está mais próximos aos problemas a serem solucionados

Como o Design Thinking traz mais satisfação para o cliente?

Os profissionais que adotam o Design Thinking têm uma visão holística sobre os problemas a serem solucionados. Além disso atendo-se a fatores emocionais, cognitivos e estéticos, eles chegam a soluções inovadoras e procuram responder, com interesse genuíno, às necessidades dos clientes.

Inclusive podemos dizer que a razão de existir do Desing Thinking é justamente trazer satisfação para o cliente, questão essa que somente pode ser alcançada quando conhecemos com profundidade suas necessidades, e desejos.

Como o Design Thinking é aplicado nos negócios?

No mundo dos negócios, o Design Thinking é aplicado para o lançamento de soluções inovadoras e relevantes para o público final. Fatores importantes em um mercado cada vez mais competitivo, que ainda se perde em pressuposições e estatísticas. Por outro lado ele também ajuda no diagnóstico de situações e na detecção de oportunidades, trazendo novos caminhos para as companhias em todos os seus setores.

Os clientes já estão cansados de encontrar produtos e serviços que pouco lhes dizem respeito. Portanto, em um mundo informatizado, eles desejam resolver problemas de maneira ágil e com poucos recursos.

As empresas também ganham vantagens, pois reduzem os prejuízos com soluções de baixa aceitação, sem contar nos custos de lançamento e repaginação de produtos que costuma ser bem alto. Assim, com decisões mais assertivas é possível ter um foco mais detalhado do desejo e necessidade do cliente, ampliando significativamente a aceitação do produto no mercado.

Enfim, entender o que é Design Thinking e usufruir de seu potencial para inovar com poucos recursos é um passo importante para quem deseja se destacar. Se você ainda tem dúvidas sobre esse assunto, deixe o seu comentário no post!

Imagens: cliente, feliz.

Sandro Herek

  • Executivo e Empreendedor com quase 30 anos de experiencia em Soluções para Internet, Marketing Online e Offline.
  • Fundador da LinkWell em 1992
  • Fundador do primeiro guia de Buscas do Brasil – GuiaWEB em 1995
  • Fundador da Media Virtual, empresa dedicada a comercializar anuncios na internet em 1997
  • Fundador da primeira Franquia de Soluções para Internet em 2006.
  • Fundador da Virtualnet, empresa americana especializada em marketing em 2015
  • Co-Fundador da Doctorscopic, empresa americana especializada na indústria médica em 2016
  • Fundador da BPO LIST, empresa de gestão de Business Process Outsourcing em 2017