O uso de persona e público-alvo é decisivo para uma estratégia de marketing eficaz

Desde que o conceito de marketing existe, o objetivo sempre foi encontrar formas cada vez mais eficazes de alcançar as pessoas certas. Com o aprimoramento das estratégias modernas, chegamos a conceitos como persona e público-alvo.

Portanto, errar no alvo ao executar a sua estratégia de marketing pode ser altamente prejudicial para os seus resultados. Para evitar o desperdício de recursos, você precisa entender o perfil das pessoas que pretende atingir e usar a melhor comunicação para atingi-la.

É nesse contexto que entram os conceitos de persona e público-alvo. Ao realizar essa distinção, será possível refinar o alvo das suas ações e, assim, melhorar os seus resultados. No artigo a seguir, você conhecerá as principais particularidades de cada um e em quais momentos usá-los. Confira!

Ilustração de um grupo de pessoas ou um público-alvo.
Entenda a diferença entre persona e público-alvo.

Qual a diferença entre Persona e Público-alvo?

Embora muitas pessoas digam eroneamente que o público-alvo é algo ultrapassado. A verdade é que ambos são importantes em diferentes etapas do planejamento de marketing.

Contudo, o público-alvo, nos oferece informações mais amplas sobre o cliente ideal, e a persona por sua vez, nos oferece um nível maior de detalhamento, que é essencial para a equipe de marketing trabalhar em ações de engajamento e empatia, para as campanhas.

Ainda ficou com dúvidas? Então, vamos entender melhor cada um destes termos.

O que é público-alvo?

O termo público-alvo é usado para se referir a uma fatia da audiência que uma empresa ou iniciativa deseja impactar. Em geral, costuma ser abrangente, mas tendo características suficientemente distintas para orientar várias das etapas de planejamento e de execução de marketing.

Os tipos de informação que servem de alvo nesse caso podem variar, dependendo dos objetivos da ação. Portanto, pode-se destacar o sexo, a idade, a profissão e até algum dado do cotidiano.

Normalmente o público alvo é a primeira análise realizada para uma campanha de marketing, e envolve dados como: Gênero, idade, estado civil, profissão, região, e afins. Ou seja, informações abrangentes.

Veja, a seguir, alguns exemplos de público-alvo:

O que é persona?

A persona, por sua vez, é uma personificação de um público-alvo. É como se uma pessoa fosse retirada desse grupo e recebesse muito mais detalhes a respeito de seus traços de personalidade e demais características.

Hoje em dia, o atendimento e a relação entre empresa e cliente precisa ser muito mais próxima. Sendo assim, somente definir o público alvo não é suficiente para entendermos as reais necessidades dos nosso leads, é preciso ir além.

Assim, a persona, ajuda a criar um conexão com o seu público. Entender as necessidades e características de quem estamos buscando. Possibilitando também, entender muito melhor as motivações do público que a marca pretende atingir. Essas são informações altamente valiosas para as estratégias de marketing.

No caso da persona, são incluídas informações tais como, aos perfil: Hábitos de consumo, hobbies, estilo de vida, ambições e desejos, desafios. Assim é criado um histórico do perfil deste personagem fictício, para mapear com mais facilidade suas tendências de comportamento.

Confira, abaixo, um exemplo de persona:

Roberta tem 24 anos e estuda Administração de Empresas. Paralelamente à faculdade, faz estágio em uma empresa de eventos. Com a rotina corrida, tem dificuldades para conciliar os estudos. Tem o objetivo de se organizar melhor, aprimorar os estudos e ser efetivada. Gosta de correr e sair com as amigas, mas devido a sua rotina nem sempre encontra tempo para essa atividade.

Em quais momentos usar persona e público-alvo?

Ao comparar os exemplos de persona e público-alvo, as diferenças entre os conceitos ficam mais nítidas. Enquanto o público-alvo é mais geral e se refere a um grande grupo, a persona poderia ser uma pessoa de verdade, com características únicas e sentimentos. Cada possibilidade tem a sua vantagem, sendo que uma não se sobrepõe à outra.

Em suma, o público-alvo é necessário como ponto de partida para saber com qual audiência você está se comunicando. É um conjunto de informações decisivo para a elaboração das suas estratégias de vendas e de marketing.

Enquanto a persona é construída a partir do público-alvo e permite que você conheça a fundo o que seu cliente em potencial necessita. Isso é essencial para criar peças de marketing altamente específicas, que acertam bem nas dores e nos desejos da persona.

Multidão de pessoas, com uma lupa para localizar o público-alvo
Definir o púbico-alvo é o primeiro passo na sua estratégia de marketing, através dele você poderá trabalhar na sua persona

Quais os benefícios de construir a persona ideal?

Considerando que a sua persona será construida com base no seu público-alvo, ela pode trazer inúmeros benefícios para sua campanha de marketing. No entanto, é importante lembrar que essa construção necessita ser pauta em dados e análises de mercado, nunca no achismo. Caso contrário pode comprometer os resultados do seu negócio.

Sendo assim, a persona, além de oferecer um detalhamento mais criterioso do seu perfil ideal de cliente, pode também apresentar algumas ideias criativas para suas campanhas. Confira os principais benefícios:

Portanto o uso de persona e público-alvo é decisivo para uma estratégia de marketing eficaz. Assim, levando em conta as particularidades de cada um, é possível direcionar as ações de marketing da sua empresa ao perfil certo, aumentando consideravelmente o seu potencial de sucesso. Aproveite essas ideias a seu favor e inicie a sua campanha!

Gostou do artigo? Então, compartilhe nas suas redes sociais para que seus contatos também aproveitem essas informações! Se desejar também pode nos seguir: (Facebook, Instagram, Twitter, Linkedin)

Imagens: Público-alvo.

Deixe uma resposta