Remarketing: o que é e como colocar em prática essa estratégia

A intenção do remarketing é é gerar impacto sobre alguém que já demonstrou interesse no produto. Conheça essa estratégia de marketing digital.

Remarketing significa fazer marketing novamente para a mesma pessoa.

O remarketing é uma estratégia que apresentou grande crescimento nos últimos tempos. Podemos defini-lo como uma série de técnicas que têm o intuito de aproveitar o interesse de um lead, ou seja, cliente potencial, servindo como uma espécie de lembrete de que ele não finalizou uma determinada compra.

Sabe aqueles anúncios que visualizamos e depois nos “seguem” durante a nossa navegação? Por exemplo, se você pesquisar valores para uma geladeira, depois em todos os lugares em que navega, aparecem ofertas para comprar esse item.

Pois é, eles são a síntese perfeita do que é remarketing. Certamente, você deve estar se perguntando por que essa estratégia é tão benéfica assim para ser utilizada cada vez mais. É isso que você vai descobrir nas explicações a seguir!

Estratégia de Recuperação de carrinho

Ilustração de um monitor. No centro um ícone de um carrinho de comprar.
Com o remarketing é possível recuperar um “carrinho perdido”.

Carrinho abandonado é uma dor de cabeça para todo proprietário de loja virtual. Na prática, ele acaba mostrando que a venda chegou perto de ser concluída, mas, infelizmente, não foi. Os motivos que explicam essa não finalização são vários, o que traz a necessidade de ter mecanismos capazes de reduzir esses números.

Aí entra a importância do remarketing. Ele serve para relembrar aquela compra não concluída e levar o lead de volta para a página. E não pense que isso é antiético ou chato, pelo contrário, é visto até mesmo como gentileza, desde, é claro, que o seu texto seja feito nesses moldes.

Veja bem, as vezes você precisa ou deseja comprar um determinado produto, mas desiste antes de efetivar a compra. Se o desejo for muito intenso, são grandes as chances de você retomar e finalizar a sua compra.

Da mesma forma, utilizando o mesmo exemplo da geladeira, quem busca por esse produto, normalmente tem a necessidade de adquirir o produto. Então, boas ofertas podem ser vistas de forma positiva pelo potencial cliente.

Remarketing gera proximidade com a marca

O remarketing é também uma forma de gerar mais proximidade entre cliente e marca. Compare a seguinte situação: normalmente, são pessoas próximas que lembram você de concluir tarefas que são importantes. Quando uma marca relembra o seu interesse por determinado produto, está fazendo algo parecido.

Portanto, acaba criando um vínculo maior e fortalecendo o relacionamento com os consumidores, o que favorece o retorno deles para realizar novas compras e contribui para que se mantenham fiéis durante mais tempo.

Além disso, quando se trata do remarketing em sistemas de listas, que funciona com similaridades ao e-mail marketing, você oferece um atendimento mais personalizado ao cliente. Por exemplo, o cliente buscou por modelos de geladeira, mas não finalizou a compra, então a empresa manda um e-mail promocional oferecendo uma oferta exclusiva para a compra do produto. Isso sem sombra de dúvidas ajuda a estreitar os relacionamento entre a empresa e o lead.

Como fazer remarketing?

Agora que você já sabe o que é e como funciona o remarketing, vamos entender como utilizá-lo na prática. Para isso vamos conhecer os tipos mais comuns utilizados no marketing digital. Confira:

Remarketing nas redes sociais
As redes sociais são excelentes opções de remarketing, já que atraem muito usuários.

1 – Mídia de display

Utilizar a rede de display é uma das formas mais comuns de fazer remarketing. A ferramenta funciona como um grupo de páginas parceiras que disponibilizam um espaço para a divulgação dos anúncios que vão “seguir” o usuário.

Nesse caso, somente serão exibidos banners com produtos que estejam dentro da lista de remarketing, causando, assim, a tão desejada repetição dos anúncios para lembrar o visitante sobre o interesse dele naquele item.

É o caso que utilizarmos como exemplo anteriormente.

2 – Redes sociais

As redes sociais têm um funcionamento similar à rede de display. Só que, no caso delas, os anúncios aparecem no feed de notícias ou nas laterais. Elas são interessantes de ser utilizadas para remarketing por terem usuários conectados por muitas horas diárias.

3 – E-mail (Sistema de listas)

Sim, o e-mail pode ser usado no remarketing. O seu funcionamento ocorre com base no disparo de mensagens para usuários já cadastrados e se baseia sempre no comportamento dele no site.

Em um rápido exemplo, se um cliente logou (ou até mesmo se cadastrou na hora), chegou até a página do check out e não finalizou a compra, é possível obter essa informação (desde que a plataforma tenha essa função) e utilizá-la como ponto de partida para o remarketing.

Assim, pode-se utilizar os dados dessa experiência específica para enviar ao cliente um e-mail dizendo que ele não finalizou a compra. É sempre bom detalhar sobre qual produto você está se referindo, já que o consumidor pode não lembrar com exatidão.

4 – Remarketing na rede de pesquisa

Neste caso, o remarketing também acontece através de anúncios, mas ao inves da utilização de banners, os resultados aparecem na própria rede de pesquisa. Além disso, somente é permitido texto, e sempre de acordo com as limitações do Google ADS.

O grande diferencial desta modalidade, é que os anúncios são apresentados quando o usuário estiver buscando novamente sobre o mesmo assunto no Google, desta forma as chances de conversão são grande uma vez que ele já demonstrou interesse pelo produto.

Qual a melhor forma de remarketing?

Certamente a melhor forma é aquela que se adapta ao seu modelo de negócio. Não existe um modelo ideal, como estratégia deve ser alinhada com os objetivos da sua empresa.

A melhor opção é experimentar as opções disponíveis e investir naquelas que apresentarem melhores resultados.

Afinal, o remarketing, como vimos, é uma excelente maneira de reverter vendas que antes seriam consideradas perdidas. Aplicando essa prática no seu e-commerce, você verá um aumento no volume de vendas, o que gera também um retorno melhor das suas ações de marketing.

Quer acompanhar outras dicas como essas? Então siga as nossas redes sociais. Estamos no Facebook, Twitter, Instagram, YouTube, e Google Plus.

Imagens: Remarketing, Redes Sociais.

Sandro Herek

  • Executivo e Empreendedor com quase 30 anos de experiencia em Soluções para Internet, Marketing Online e Offline.
  • Fundador da LinkWell em 1992
  • Fundador do primeiro guia de Buscas do Brasil – GuiaWEB em 1995
  • Fundador da Media Virtual, empresa dedicada a comercializar anuncios na internet em 1997
  • Fundador da primeira Franquia de Soluções para Internet em 2006.
  • Fundador da Virtualnet, empresa americana especializada em marketing em 2015
  • Co-Fundador da Doctorscopic, empresa americana especializada na indústria médica em 2016
  • Fundador da BPO LIST, empresa de gestão de Business Process Outsourcing em 2017