Descubra o que é benchmarking e qual sua importância

O benchmarking é uma estratégia poderosíssima para empresas que planejam ser mais eficientes em seus processos. Aprenda mais sobre essa estrategia.

Aprender como fazer benchmarking é uma das formas mais proveitosas de utilizar o seu tempo.

O benchmarking é uma estratégia poderosíssima para empresas que planejam ser mais eficientes em seus processos. Dessa forma, aprender como fazer benchmarking passa pela realização de uma análise aprofundada acerca de práticas, serviços e metodologias utilizadas pelo seu negócio ou pelos concorrentes.

Por meio dessa estratégia, as empresas criam pontos de referência. Além de ganharem coragem para evoluir, evitando, assim, a tão problemática zona de conforto. Ampliar a competitividade passa muito por essa capacidade de entender as movimentações do mercado.

Quais são os tipos de benchmarking?

Com o intuito de detalhar o funcionamento desse processo, criamos um panorama para que você possa entender tudo sobre ele. Acompanhe conosco a leitura!

Homem sentando olhando um tablet em sua tela alguns dados.
Por meio do Benchmarking as empresas criam pontos de referência.

1 – Benchmarking interno

Esse formato de benchmarking visa a estudar e a encontrar as melhores práticas para serem aplicadas dentro da empresa. Assim sendo um excelente recurso para padronizar as operações e tem grande funcionalidade em processos de expansão.

Esse processo ocorre quando a empresas busca compara seus processo internamente, de uma unidade para outra, ou entre setores. O objetivo neste caso é buscar um aprimoramento através da análise de boas práticas que são praticadas na própria empresa.

A adoção de práticas mais eficientes certamente facilita a gestão, a análise da performance e o constante monitoramento dos demais resultados.

2 – Benchmarking competitivo

Nessa modalidade, o intuito principal é analisar detalhadamente as ações da concorrência. Somente um mapeamento bem-feito trará as ferramentas necessárias para superá-la ou manter-se à frente dela.

Cabe lembrar que esse é um processo desafiador, visto que a maioria das empresas concorrentes não torna públicos os seus processos. Sendo difícil entender em detalhes como funciona a atuação delas.

No entanto, hoje em dia através dos meios digitais, é mais fácil acompanhar o desempenho da concorrência em diversas frentes. Mesmo o site institucionais e as redes sociais podem oferecer bons indicativos para comparação de ações sociais e de marketing por exemplo.

Para que esse método ocorra da melhor forma, é necessário mapear as empresas concorrentes que apresentam as melhores práticas do mercado, que assim são reconhecidas no mercado.

3 – Benchmarking funcional

Aqui, temos a comparação entre os processos de trabalho da sua organização com os das organizações-modelo, mesmo que elas sejam de segmentos diferentes.

Sendo assim, nesta modalidade, a organização estuda uma função específica de outra empresa, como por exemplo, o processo logístico de entregas, atendimento ao cliente. Desta forma, a empresa busca absorver boas práticas também de empresas de outros mercados.

Essa é uma forma de estudar cases de sucesso e agregar, com isso, conhecimento a ser aplicado dentro da sua empresa.

4 – Benchmarking cooperativo

Como indica o próprio nome, temos, nesse caso, um processo de cooperação. É estabelecida uma parceria entre duas ou mais empresas, na qual são compartilhadas informações relevantes acerca dos seus processos.

O benchmarking cooperativo não é apenas uma mera troca de informações pelo fato de as empresas terem pontos de referência diferentes, o que acaba ampliando a visão estratégica de ambas. Assim, existe uma grande vantagem, visto que, há muita liberdade para adentrar em processos mais específicos e estratégicos da empresa parceira.

Folhas de papel em cima de uma mesa uma delas mostra um gráfico
O benchmarking cooperativo não é apenas uma mera troca de informações.

5 – Benchmarking genérico

Essa modalidade é muito similar a apresentada anteriormente, no entanto, neste caso como o nome já diz, a comparação é mais genérica, e não em um processo específico.

Também acontece em empresas, indiferentemente da área de atuação, mas foca em diversos processos que a empresa necessita melhorar, ou deseja, comparar. É talvez a modalidade mais utilizada hoje em dia.

Dicas de como fazer benchmarking

Agora que você já conhece os tipos de benchmarking que podem ser realizados pela sua empresa, chegou a hora de colocar a mão na massa. Sendo que, seja qual for o modelo seguido, saber como fazer exige a realização de algumas ações, básicas que podem garantir o sucesso da sua estratégia.

Conheça quais são elas a seguir.

Definir objetivos claros

Definir claramente suas metas e objetivos é o primeiro passo para fazer benchmarking. Afinal, o processo precisa ser muito bem direcionado, o que se tornaria impossível sem a definição do que está sendo buscado.

Então, antes de começar a comparar seus processos, é essencial realizar uma análise interna e verificar quais pontos precisam ser melhorados, e assim traçar objetivos para a realização do benchmarking.

Buscar referências

Quais são as suas referências? Já que o benchmarking trabalha com um ponto referencial, é imprescindível listar os seus modelos de excelência para verificar como eles chegaram aos resultados que a sua empresa pretende alcançar.

Macbook em cima de uma mesa mostrando alguns gráficos na tela.
Defina claramente suas metas e objetivos.

Aprender com os resultados

O benchmarking, por ser uma análise aprofundada, pode apontar alguns erros bastante incômodos e forçar algumas mudanças para eliminá-los. Assim, diante desses fatores, é necessário estar aberto a mudanças e a colocar em prática o seu aprendizado. Análise os resultados obtidos no processo.

Acompanhe seus concorrentes

Mesmo que você não utilize-os como base para sua estratégia de benchmarking, conhecer seus concorrentes é fundamental. É importante monitorar como eles trabalham e quais seus pontos fortes.

Mantenha a continuidade

O processo de benchmarking deve continuar, mesmo depois que você implantou mudanças e está conseguindo melhores resultados. Você precisa sempre estar atento ao que acontece no mercado para não ficar atrás da concorrência. Uma empresa de sucesso está sempre em busca de melhorias.

Portanto aprender como fazer benchmarking corretamente é uma das formas mais proveitosas de utilizar o seu tempo para estudar a atuação da sua empresa.

Muitas vezes, esse estudo é feito de maneira não produtiva. O que pode ser evitado com a utilização de uma estratégia de benchmarking. Já que ela reúne todos os elementos necessários para o seu negócio alcançar a excelência.

Quer acompanhar o nosso trabalho e ter acesso a outras dicas relevantes como essas? Então, curta a nossa página no Facebook e fique de olho em nossas postagens!

Imagens: Grupo, notebook.

Sandro Herek

  • Executivo e Empreendedor com quase 30 anos de experiencia em Soluções para Internet, Marketing Online e Offline.
  • Fundador da LinkWell em 1992
  • Fundador do primeiro guia de Buscas do Brasil – GuiaWEB em 1995
  • Fundador da Media Virtual, empresa dedicada a comercializar anuncios na internet em 1997
  • Fundador da primeira Franquia de Soluções para Internet em 2006.
  • Fundador da Virtualnet, empresa americana especializada em marketing em 2015
  • Co-Fundador da Doctorscopic, empresa americana especializada na indústria médica em 2016
  • Fundador da BPO LIST, empresa de gestão de Business Process Outsourcing em 2017